Empreendimentos Solares de Grande Porte e o Mercado Livre de Energia

Dashboard da Greener traz informações relevantes do status dos empreendimentos de geração solar de grande porte para mercados regulado e livre de energia.

 

A Greener divulgou recentemente um Dashboard com informações de empreendimentos fotovoltaicos de grande porte no Brasil, sejam destinados aos leilões ou ao mercado livre de energia. É possível saber a capacidade de projetos com DRO, Construção não iniciada, Em Construção e Em Operação, bem como a distribuição pelos estados, subestações e os níveis de tensão de conexão. É possível também acompanhar a evolução da potência outorgada, dentre outras informações.

Analisando as informações contidas no dashboard, observa-se que entre as usinas solares de grande porte e com Outorga concedida, apenas 23% (2,6 GW) já estão em operação e 6% (0,7 GW) já em construção. O restante dos empreendimentos, 8,0 GW, ainda não iniciaram a construção e possuem um prazo de 36 meses para entrarem em operação.

Desses empreendimentos, parte significativa tem provável destinação da sua geração ao Mercado Livre, mostrando um cenário otimista para os players desse ambiente de contratação. A Greener mapeou um total de 7,2 GW nessa categoria, estando quase a metade localizada em Minas Gerais. Destaca-se as subestações de Jaíba e Janaúba com cerca de 1 GW cada. É importante ressaltar que, apesar dos empreendimentos terem obtido a Outorga, não necessariamente  serão construídos, todavia, o montante indica um potencial de mercado atrativo para esse setor.

Outro questão relevante do Dashboard é com relação aos pontos de conexão desses empreendimentos. A maior parte, 6,2 GW, estão ou irão ser conectados na rede básica (>230 kV) com a maior parte na conexão de 500 kV. Esse cenário evidencia que, apesar desse nível elevado de tensão aumentar o investimento, os desenvolvedores têm observado que os empreendimentos ficam mais competitivos com o aumento de sua capacidade instalada.

Apesar do momento de crise que todos os países passam, a expansão da geração fotovoltaica no Brasil tem boas perspectivas no mercado livre. Somente em 2020 mais de 1,5 GW foram Outorgados e, possivelmente, neste mesmo ano ou no próximo terá sua construção realizada.

A Greener monitora os empreendimentos fotovoltaicos do Brasil mensalmente e possui um serviço de mapeamento de empreendimentos que possibilita o cliente analisar outras informações mais específicas das usinas solares de Geração Centralizada, desde as usinas com despacho de requerimento de outorga (DRO) até as usinas que já estão em operação. Entre em contato com um de nossos consultores para receber mais informações sobre o produto de Mapeamento de Empreendimentos Fotovoltaicos da Greener:

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar