Financiamento para Geração Distribuída avança no Brasil, sendo a segunda forma mais difundida de venda

Apesar do avanço, estudo indica importantes melhorias ainda necessárias nas linhas

de financiamento para o setor.

 

A Greener divulgou, no fim de janeiro, a última edição dos estudos sobre o mercado fotovoltaico de geração distribuída do ano de 2019. Mais de 800 integradores responderam ao questionário, resultando em 699 respostas válidas. Empresas de todas as regiões participaram, garantindo uma amostra heterogênea e confiável. Além disso, essa participação contribui para a sustentabilidade e maturação desse setor no Brasil.

 

Uma questão crucial para o setor fotovoltaico, e que é enfrentado pelas empresas desde a implementação da REN 482, em 2012, diz respeito ao acesso a linhas de financiamento. Desde as primeiras pesquisas estratégicas desenvolvidas pela Greener questionamos o grau de acesso e as dificuldades relacionadas às vendas através de financiamentos. Em 2017, 45% dos integradores não utilizava nenhuma linha e apenas 16% tinham, nessa modalidade, sua principal forma de pagamento. A maior parte, 80%, vendia, principalmente, através de pagamentos à vista ou parcelamento via próprio integrador.

 

 

Essa realidade, entretanto, foi se alterando com o passar do tempo. Ao fim de 2018, 40% das empresas já utilizavam o financiamento como principal forma de pagamento das vendas, o que representou um aumento de duas vezes e meia em sua relevância em relação a 2017. O acesso ao financiamento suaviza o impacto financeiro da aquisição do sistema fotovoltaico, principalmente ao observar que, em 2018, 63% das empresas afirmavam que a maior dificuldade na venda era o fato dos clientes considerarem o preço do sistema muito elevado. Junto a isso, 40% das desistências eram relacionadas ao preço e outros 40% relacionados ao financiamento (taxa de juros elevada ou mesmo ausência de uma linha). Àquela época, 57% das empresas acreditavam que o crescimento de linhas de financiamento com taxas de juros mais atrativas era o principal fator para impulsionar o desenvolvimento do setor.

 

Na pesquisa lançada recentemente, foi possível observar que o acesso às linhas de financiamento se manteve em evolução. A Figura 1 apresenta um gráfico das respostas dadas pelas integradoras a respeito dos meios de pagamento utilizados. Observa-se que, atualmente, mais de 80% já utilizam o financiamento bancário. O valor, inclusive, ficou muito próximo do “Pagamento à vista”, que sempre foi a principal forma de pagamento captada nas pesquisas da Greener. A necessidade do próprio integrador realizar o parcelamento da compra, quase sempre em segundo lugar nas pesquisas anteriores, caiu e apenas ⅓ dos empreendedores o fazem. 

 

A Greener também questionou os integradores a respeito do principal fator para aumentar o volume de projetos financiados. As respostas estão disponíveis na Figura 2, e evidenciam que, para a maioria dos integradores, as taxas de juros ainda são um forte entrave. Muito maior, inclusive, que a burocracia existente para aprovação do crédito, que ficou em segundo lugar com 14%.

Figura 1 – Formas de pagamento utilizadas pela empresa em 2019.

 

Figura 2 – Principal fator para aumentar o volume de projetos financiados.

 

Esses resultados evidenciam que tanto os agentes financeiros quanto os integradores estão amadurecendo no que diz respeito à disponibilidade e aprovação de linhas de financiamento para sistemas fotovoltaicos. O aumento do número de linhas aliado à confiança nesse setor e à redução das taxas de juros disponíveis no mercado podem, futuramente, contribuir para uma redução nos juros praticados para sistemas fotovoltaicos.

 

A pesquisa contém muitas outras informações a respeito dos desafios enfrentados pelos integradores e pode ser acessada gratuitamente em nossa página. Faça o download clicando no botão abaixo.

 

 

 

_________________________

¹Número diz respeito apenas à quantidade de empresas que têm o financiamento como a principal forma de pagamento. Mais de 40% utilizam financiamento, porém têm outra(s) forma(s) de pagamento mais relevante(s).

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar