Brasil importou mais de 4 GW de módulos fotovoltaicos em 2019

 

Mercado de geração fotovoltaico apresentou forte crescimento em 2019. Integradores demonstraram amadurecimento e ganho de eficiência.

 

A Greener lançou na sexta, dia 31/01, a última edição dos estudos sobre o mercado fotovoltaico de geração distribuída do ano de 2019. Foram, ao todo, 4 publicações, uma a cada trimestre, contemplando diversos temas, como análises de impacto das alterações propostas pela ANEEL e uma edição sobre tecnologias fotovoltaicas. Agora, no relatório do 4º Trimestre, os integradores foram perguntados a respeito das dificuldades e desafios enfrentados durante todo o ano de 2019. Dessa forma, é possível comparar a evolução e atuação das empresas e, o mais importante, auxiliar os empreendedores nas decisões e planejamentos estratégicos para 2020. Neste artigo trazemos um pouco das informações encontradas na pesquisa. Ao fim, é possível acessar o estudo completo de forma gratuita. 

 

O volume de módulos fotovoltaicos importados vem crescendo ano a ano. Em 2019, o país importou mais de 4 GW (GD+GC), superando mais de duas vezes o total importado em 2018 e sustentando um crescimento de 120%. Segundo a ANEEL, foram conectados à rede 1,4 GW ao longo do ano, movimentando mais de R$ 6 bi somente para a geração distribuída. 

 

Ao longo do ano, a pesquisa indicou que o primeiro semestre foi marcado por uma redução da ordem de 9% no preço cobrado ao consumidor final, enquanto que no segundo semestre a variação foi quase nula, da ordem de 0,4%. A Figura 1 apresenta a evolução semestral do preço ao cliente final de sistemas ao telhado.

 

Figura 1 – Evolução semestral de preços de sistemas ao telhado. Fonte: (Greener, 2020).

Apesar da redução do preço ao cliente final ter sido tímida no segundo semestre, o preço dos kits fotovoltaicos teve maior redução durante esse período. Em média, de julho de 2019 para janeiro de 2020 os kits ficaram 6% mais baratos. Dessa forma, a Greener captou, pela primeira vez, um aumento na parcela de integração que compõe o preço ao cliente final. 

 

Além disso, observou-se que as empresas estão fechando cada vez mais negócios, sendo que, em média, cada integrador realizou cerca de 6 vendas por mês em 2019. Comparado ao ano de 2018, esse valor dobrou ao longo do ano.

 

Veja também: